Buscando por?

Notícias

“O Daniel é o nosso pré-candidato a prefeito”, diz líder do PSD

PSD recusou convite para reunião com base governista e anunciou ex-prefeito Daniel Cândido como pré-candidato em São João Batista
Por: Jonas Hames - 24/10/2023 08:00min- São João Batista

 

Após meses de uma guerra surda, a situação da base governista do prefeito Pedro Alfredo Ramos, o Pedroca, de São João Batista, ficou clara na noite desta segunda-feira, 23 de outubro. O que já tinha derretido durante os quase três anos de governo, oficializa agora uma cisão definitiva e anuncia que tem nome para apresentar na disputa pela prefeitura. O portador da notícia foi o líder do PSD na Câmara de Vereadores, Edésio Tomazi. 

Foi também a primeira vez que oficialmente o partido fala sobre candidatura para 2024. Em discurso, o líder do partido afirmou que o PSD terá sim candidato a prefeito nas próximas eleições de 2024.

 

O Daniel é o nosso pré-candidato a prefeito de São João Batista, e que aliás, lidera todas as pesquisas de intenção de votos”

Edesio Tomazi, vereador

 

Fotos: Arquivo/Reprodução

 

Nos últimos meses haviam dúvidas sobre a possibilidade do ex-prefeito Daniel Cândido disputar novamente a prefeitura, e o próprio ex-prefeito refutava a ideia. Membros do partido não falavam sobre o assunto. Atualmente Cândido ocupa um cargo na Assembleia Legislativa e tem possibilidade de assumir uma cadeira de deputado nos próximos meses. 

O que aconteceu?

 

Quem bate esquece muito fácil, mas quem apanha não esquece” 

foi a introdução de Tomazi ao assunto.

 

A frase piegas cai como luva na situação, já que ele se refere ao relacionamento conturbado entre o chefe do executivo municipal, o partido, e o principal líder dos pessedistas, o ex-prefeito Daniel Cândido. 

Edésio relatou que o presidente do MDB, Jean Kayser, enviou mensagem ao PSD convidando para uma reunião nesta semana. O encontro seria com presidentes de diversos partidos, e no mesmo dia em um grupo de WhatsApp o vice-presidente do MDB afirmou que a reunião seria com os presidentes da “base do governo”. Tomazi não gostou.

 

 

Nesta comunicação feita pelo vice-presidente emedebista, ele afirma que o objetivo seria alinhar os nomes de possíveis pré-candidatos de cada partido.

 

Como líder do PSD nesta casa, quero deixar claro, que o PSD não é integrante desta base, deste governo” 

afirmou Edésio.

 

 

Ele diz que o partido não indicou nenhum cargo político e não participou das decisões da administração. 

Histórico

O PSD foi integrante do grupo de partidos que elegeu o prefeito Pedro Alfredo Ramos, o Pedroca. No entanto, desde o pré-eleitoral os dois partidos estiveram envolvidos em divergências. A priori, a vaga de vice-prefeito seria ocupado pela ex-vereadora Rúbia Tamanini, o que estava previamente acordado. Em um jogo ensaiado, o MDB conseguiu tirar Tamanini da disputa e impor o nome de Almir Peixer, o Dei do Gás. 

 

 

Logo após, no início do governo, a Administração mirou o ex-prefeito Daniel Cândido, na qual Pedroca foi vice-prefeito no mandato anterior, e passou publicamente criticar e disparar áudios agressivos contra o ex-prefeito. Não pegou bem e os pessedistas foram se afastando da Prefeitura. 

 

Top

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Li e aceito os termos.

Preencha todos os campos obrigatórios.

No momento não conseguimos enviar seu e-mail, você pode mandar mensagem diretamente para comercial@vipsocial.com.br.

Preencha todos os campos obrigatórios.

Contato enviado com sucesso, em breve retornamos.

Você será redirecionado em alguns segundos!